Ciclo 2019: Intercambistas apresentam trabalhos realizados na FAACZ

Fotos: Divulgação

 

Na última quinta-feira (12/12), foram apresentados os trabalhos científicos desenvolvidos na FAACZ pelos alunos do estágio internacional, Ciclo 2019: Manuel Batora (Alemanha), Henry de Jesus Acevedo Marin (Colômbia) e Takumi Hiraki (Japão). Os trabalhos foram apresentados na sala de aula do prédio Conselheiro Primo Bitti (Bloco B).

 

Manuel fez um ensaio de desgaste microabrasivo e teve como tutor o professor João Paulo Calixto da Silva. Já Henry abordou sobre a influência das redes sociais Instagram e Facebook no comportamento de compra dos habitantes de Aracruz/ES e teve como professor orientador, Robson Moro Aioffi.

 

Takumi realizou um exame de condições eficientes de extração para a bromelina, uma enzima de abacaxi, e teve como tutor o professor Mario Sergio da Rocha Gomes. Participaram das apresentações universitários de vários cursos de graduação da FAACZ e o coordenador do Programa de Estágio Internacional, prof. Jussélio Rodrigues Ribeiro.

 

 

Jaine Maria Gomes dos Santos é aluna de Psicologia e falou como foi receber um intercambista: Durante o Estágio Internacional do Henry, Takumi e Manuel, pude aprender muitas coisas e também ensinar, tanto sobre a cultura brasileira, como o nosso idioma, que inclusive chegaram com muito interesse em aprender. Recebê-los na instituição foi uma experiência enriquecedora, academicamente, profissionalmente e pessoalmente. Desenvolvemos muitas atividades juntos que marcaram minha vida pessoal e acadêmica”.

 

Segundo o aluno de Engenharia Civil, Ederaldo dos Santos Monteiro Junior, os programas de estágios são uma ótima oportunidade para agregar valor ao currículo dos estudantes universitários. “Essa foi minha primeira experiência com programa de estágio. Para mim tem sido muito interessante e enriquecedor. Tive contato com outras culturas e a chance de praticar um pouco de inglês, também, que é muito importante nos dias de hoje”, afirmou.

 

“Nos tornamos grandes amigos. Houve uma grande troca de conhecimentos e aprendizagem de ambas as partes, tornando bastante fácil a socialização entre os alunos da instituição e os estrangeiros. Esse é um programa muito interessante que nos faz querer ter mais experiências como essa e nos ensina sobre como funciona o estágio internacional, despertando também o nosso interesse em querer ter nossa própria experiência como intercambista”, pontuou a estudante de Enfermagem Emily de Souza Soares Pereira.

 

Texto: Alessandro Bitti                                                  
E-mail: comunicacao@fsjb.edu.br
alessandro@fsjb.edu.br

 

 

Você pode gostar...

Tamanho da fonte
Contraste

Holler Box