FAACZ: Inovação e agilidade no ensino superior durante a pandemia

O impacto sofrido pela sociedade devido à pandemia do novo coronavírus se estendeu também ao ensino superior. Desde meados do mês de março, a FAACZ, assim como inúmeras instituições de ensino do país, passou a funcionar com atividades pedagógicas oferecidas remotamente, por meio de Tecnologias de Comunicação e Informação (TICs) digitais.

 

As mudanças que afetaram a rotina acadêmica da instituição exigiram pronta ação em sua implantação, porém não surpreenderam a gestão da FAACZ e já trouxeram muitos aprendizados. “Inserimos muitas mudanças em poucos dias, mas essa implantação é o resultado de um longo processo de capacitação que já vinha sendo realizado desde 2016”, disse a diretora acadêmica, prof.ª Dr.ª Adriana Recla Sarcinelli.

 

Recentemente a FAACZ foi credenciada pelo MEC para a oferta de cursos de pós-graduação na modalidade a distância e, para isso, seus professores já vinham sendo treinados quanto ao uso das tecnologias e as muitas possibilidades de inovação no ensino que elas trazem. Outro destaque é que desde o ano de 2016, a FAACZ implantou o Comitê de EaD (Educação a Distância), equipe multidisciplinar responsável pelo planejamento e execução das várias ações que prepararam a FAACZ para este momento.

 

De acordo com o prof. Dr. Harerton Dourado, atual presidente do Comitê de EaD, “o uso das tecnologias já vinha, progressivamente, se tornando uma rotina nos cursos da FAACZ, como por exemplo o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem, o FAACZ Virtual, a biblioteca digital e o estúdio de produção de vídeos”, pontuou.

 

Além dos treinamentos organizados pelo Comitê de EaD e oferecido a todos os docentes da FAACZ, muitos professores procuraram ampliar seus conhecimentos. “Hoje possuímos professores pós-graduados em áreas voltadas ao ensino da modalidade a distância, o que não somente fundamenta as decisões da gestão, mas também permite que inovações sejam prontamente aplicadas ao desenvolvimento das atividades pedagógicas”, afirmou o prof. Dr. Marcos Halasz, coordenador de ensino da faculdade.

 

“Essa pandemia deixará aprendizados importantes que levaremos por toda a vida”, afirmou a prof.ª Adriana que concluiu dizendo: “O professor do século XXI precisa ser ágil para se reinventar e inovar sempre. Afinal, é ele quem aponta o caminho das próximas gerações. Isso só é possível mediante investimento em capacitação e preparação. Tenho certeza de que esse período que vivemos nos estimulará a trabalhar com mais entusiasmo ainda para cumprir nossa missão educacional”.

 

Texto: Alessandro Bitti
E-mail: comunicacao@fsjb.edu.br
alessandro@fsjb.edu.br

 

 

Tamanho da fonte
Contraste