Professores e estudantes de Psicologia realizaram diversas atividades durante a I Semana de Luta Antimanicomial

Fotos: Divulgação

 

O curso de Psicologia da FAACZ realizou a I Semana de Luta Antimanicomial entre os dias 15 e 21 de maio. Professores e estudantes do curso promoveram diferentes atividades com o objetivo de abrir diálogo e debates acerca do assunto com a comunidade acadêmica, sociedade, equipe de Saúde do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Aracruz e pacientes usuários deste programa.

 

“Em todo Brasil este dia é lembrado pelos profissionais que atuam no campo da Saúde Mental que consideram a importância de dialogar com a sociedade sobre o direito fundamental à liberdade e o direto a receber cuidado e tratamento adequados para os que sofrem com transtornos mentais”, explicou a coordenadora do curso de Psicologia, prof.ª Flávia Moreira Marchiori.

 

A programação do evento contou com a exibição e debate do filme “Nise: O coração da loucura”. O debate foi conduzido pelo psicólogo Eduardo Hubner. No Dia Nacional da Luta Antimanicomial, 18 de maio, alunos e professores realizaram atividade de sensibilização na Feira Livre do Mercado Municipal de Aracruz. Na ocasião, conversaram com a população a respeito do cuidado à Saúde Mental.

 

 

No auditório da FAACZ foi realizado um encontro com representantes da equipe de Saúde Mental/CAPS II formada pela coordenadora Jocileia dos Santos Gama; a oficineira de iniciação musical Kattiely Rosa da Silva Carvalho e o psicólogo Julieverson Mathias Aiolfi, que conversaram com estudantes dos cursos de Enfermagem e Psicologia.

 

Também marcaram presença no evento, a diretora acadêmica da FAACZ, prof.ª Adriana Recla Sarcinelli; a presidente da FSJB, Celi Cabral; o coordenador do curso de Enfermagem, professor João Carlos Arivabene e a coordenadora do curso de Psicologia, prof.ª Flávia Moreira Marchiori.

 

As ações da I Semana de Luta Antimanicomial foram encerradas com a “Manhã Divertida no CAPS” onde estudantes, profissionais, usuários do serviço e equipe técnica realizaram juntos, brincadeiras, sorteio de brindes e café compartilhado.

 

Saiba a opinião de quem participou das atividades

 

“Esta atividade sem dúvida ficará marcada pela importante dimensão do que estava em pauta que era conversar com as pessoas sobre um novo olhar para a Saúde Mental. A experiência foi muito importante para nossa formação”. Elizângela Nogueira Rocha, aluna de Psicologia.

 

“Participei do teatro que fizemos na feira. Estava com caixinhas de remédio colada por todo o corpo e conversava com as pessoas sobre o que significava a loucura para elas. Trocamos informações com a população sobre os preconceitos em torno deste tema e fizemos um trabalho de sensibilização muito importante”.  Welington Nascimento Ribeiro Filho, estudante de Psicologia.

 

Texto: Alessandro Bitti
E-mail: comunicacao@fsjb.edu.br
alessandro@fsjb.edu.br

 

 

Você pode gostar...

Tamanho da fonte
Contraste

Holler Box