Projeto de estudante de Engenharia Civil da FAACZ chega à seleção final e fica entre as 40 melhores ideias inovadoras

Foto: Ariel Cerri

 

Fabricio Soares de Oliveira, aluno de Engenharia Civil da FAACZ tem muito a comemorar o seu projeto “Uso de GRITS (Resíduo da Fabricação de Celulose) em Pavimentos Urbanos” está entre as 40 ideias inovadoras, do Programa Sinapse da Inovação, que serão contempladas com até R$ 50 mil em subvenção do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

 

Os 40 projetos serão contemplados também com serviços técnicos do Sebrae e, durante seis meses, essas empresas passarão por um processo de pré-incubação com suporte e capacitação para transformar suas ideias em negócios de sucesso. A lista dos projetos aprovados foi divulgada pela Fapes e pode ser conferida aqui. O resultado final homologado, será divulgado no dia 10 de janeiro de 2018, após prazo de recursos.

 

Fabricio explicou que decidiu participar do Sinapse da Inovação depois de participar de uma palestra sobre Inovação ministrada pelo prof. Harerton Dourado, que é coordenador dos cursos de Engenharia da FAACZ, durante reunião promovida pela Associação Movimento Empresarial Aracruz (AMEAR), no auditório da empresa Estel, no Centro Empresarial de Aracruz.

 

“Foi durante a palestra sobre Inovação que fiquei sabendo sobre o programa Sinapse da Inovação lançado este ano pela Fapes. A informação, na época, foi feita pelo diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo, prof. José Antônio Bof Buffon”, disse o aluno de Engenharia Civil da FAACZ, que explanou sobre seus planos para o futuro: “Face a complexidade da análise mecanística dos pavimentos e seu dimensionamento, será feito um estudo técnico-cientifico amplo com ensaios tecnológicos ultra avançados auxiliados por computadores objetivando a consolidação e aceitação por especialistas renomados da área de pavimentação da região sudeste”.

 

Fabricio finalizou dizendo: “Também será realizada uma capacitação da equipe em instituição conceituada internacionalmente, além de visitas às empresas de benchmarking das melhores práticas quanto à disposição final de resíduos sólidos industriais no Brasil e Quiçá no exterior. Em paralelo, daremos início a estocagem do Grits com apoio da Fibria (geradora do resíduo hoje descartado) e da Prefeitura Municipal de Aracruz, FAACZ e Serpenge. Com isso, esperamos obter aprovação do nosso produto no mercado da Engenharia Civil, devidamente homologado e com anuência dos especialistas da área de meio e gestão de resíduos sólidos. A felicidade e a sensação de realização profissional é muito grande, mas ainda há muito trabalho pela frente”.

 

O Sinapse da Inovação está sendo desenvolvido pela Fapes, autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e também pela Fundação Certi.

 

Texto: Alessandro Bitti
E-mail: comunicacao@fsjb.edu.br
alessandro@fsjb.edu.br

 

 

Você pode gostar...