Intercambistas da FAACZ e estudantes de Engenharia Civil participam de visita técnica à Rodovia do Sol

 

Os alunos do Programa de Estágio Internacional da FAACZ, Elena Krause da Alemanha e Maciej Piotr Kaminski da Polônia, juntamente com os estudantes do 6º e 8º períodos de Engenharia Civil: Thiago Andreatta, Rogério Giacomin Júnior, Larissa de Morais Meireles e Gabrielle Favalessa Recla, realizaram uma visita técnica à Rodovia do Sol (ES – 060), em Guarapari, no último dia 29. Acompanhados pela prof.ª Julimara Zampa Bitti Blank Gigg, os estudantes conheceram o processo de manutenção da rodovia, incluindo sistema de drenagem e o duto fauna (para preservação dos animais silvestres).

 

A visita técnica teve como objetivo a integração da teoria com a prática, possibilitando um ambiente de aprendizado muito mais dinâmico. “A importância destas visitas como sugere o CREA é da sala de aula para o campo. Através dela, os estudantes assimilam a teoria com a prática. O mais interessante de todo o aprendizado foi o processo utilizado pela RodoSol para preservação ambiental, inclusive em relação aos animais, no duto fauna a RodoSol é pioneira. Além disso, foi mostrado como é possível diminuir a ação da erosão causada pelas águas das chuvas”, explicou a prof.ª Julimara, que ministra a disciplina de Saneamento Básico.

 

Para a intercambista da Alemanha, Elena Krause, a visita técnica para conhecer como funcionam as operações específicas de gestão de estradas no Brasil foi muito interessante. “Aprendemos como é feito o escoamento da água das chuvas, visando a segurança dos motoristas que pela rodovia trafegam. Além disso, vimos como a erosão das chuvas é evitada através da rocha, das camas e escadas forjadas nas colinas. A parte mais interessante para mim foi o duto fauna, que permite que milhares de animais passem de um lado ao outro da estrada sem risco de lesão”.

 

Segundo o intercambista, Maciej Piotr da Polônia, “foi muito bom ver a solução de passagem subterrânea para animais. Eu gostei da maneira como podemos medir as pegadas para reconhecer o animal. Também aprovei o método utilizado na rodovia com o intuito de desacelerar a água evitando a erosão”, disse.

 

Texto: Alessandro Bitti
E-mail: comunicacao@fsjb.edu.br
alessandro@fsjb.edu.br

 

 

Você pode gostar...

Tamanho da fonte
Contraste

Holler Box